Em defesa dos animais

O compromisso da Socpam é com os animais. Com todos eles: os que são de companhia, os animais de trabalho e aqueles chamados “de produção” ou de criação; os animais explorados nos circos, nos rodeios, nas rinhas de galos e de cães, nos laboratórios de pesquisa, sendo muitos deles selvagens e sem nenhuma capacidade de viver fora de seus ambientes naturais; os animais silvestres, caçados para alimentar o comércio ilegal ou para apropriação de peles, couros, marfim.

Na vida urbana, as relações com os animais envolvem principalmente gatos e cães, além de algumas espécies de pássaros, nativas ou exóticas, peixes de aquário, além de espécies mais raramente coexistindo no meio doméstico, como répteis, bem como animais que vivem nos biotérios, dando a vida pela ciência. Mas também existe uma tendência de animais silvestres livres adotarem o espaço urbano para viver, criando conflitos com os humanos, sendo os animais o elo mais fraco nessa disputa por território.

No campo, mas em estrita dependência do mercado de alimentos, temos os animais criados para dar a sua vida ou parte dela aos outros: são os bois e as vacas, carneiros, cabras, porcos, aves domésticas, enfim, os animais “da fazenda”. Nesse processo, além de criados para morrer, podem passar por grande sofrimento durante a vida e na hora do abate.

Como defende-los? Há muitas leis de proteção aos animais (Direito Animal), e a Socpam está atenta à sua aplicação em todos os casos de maus-tratos e abusos. Mas também é importante criarmos uma sociedade menos violenta com os animais, que os respeite e os trate bem. Então há uma missão educativa, desenvolvida pela entidade. É preciso questionar os espetáculos que levam animais ao sofrimento e estresse nos circos, rodeios, na farra-do-boi, em atividades ligadas a uma cultura da dor e da morte, nem sempre de origem na cultura brasileira, como é o caso dos rodeios modernos, americanizados.

Enfim, como as frentes de ação são muitas, a Socpam precisa de muitos voluntários para levar a sua proposta de um mundo melhor para os animais. Voluntarie-se!

Ajudando no abrigo
Dando lar temporário
Ajudando na adoção
Fiscalizando mus-tratos

 

Atuando na educação humanitária

 

Prestando atendimento veterinário
Ajudando nos eventos e atividades administrativas